Ucrânia – Contagem Regressiva Étnica

Saindo da Lituânia e indo para um país um pouco complicado de se falar no momento, a Ucrânia. Porém, hoje, iremos falar apenas sobre muito tempo no passado e como os ucranianos ajudaram na colonização do Brasil e em Ijuí, que apesar de não parecer todas as etnias que estamos falando tem descendentes em Ijuí, por este motivo somos a Capital Nacional das Etnias.

Vamos a algumas curiosidades sobre a Ucrânia: O alfabeto ucraniano se chama alfabeto cirílico; A clava lá é chamada de Bulava e é um símbolo de poder no país; O uber ucraniano é mais antigo, não o aplicativo, mas os ucranianos têm o costume de negociar corridas com as pessoas quando estão indo para o mesmo lado. E para finalizar: foi um dos lugares que mais recebeu judeus durante a segunda guerra.

Entrando na história da Ucrânia temos habitação de homens desde 43.000 a.C. mas, o interessante é que na idade do ferro, provavelmente foi o primeiro lugar a domar cavalos. O primeiro povo a habitar a grande parte da região foi a civilização Cítia. Eram um povo de língua iraniana, que durou de 700 a.C. até 200 a.C. O restante do território foi habitado por gregos e romanos na região do Mar Negro. Muitos povos passaram por ali até a chegada dos anos 800 d.C.

Este período ficou conhecido como a Idade do Ouro de Kiev, onde começa a união de Rússia e Ucrânia. Esta união começa pelos povos que habitavam o Rio Dnieper começando com os poloneses e inclui parte do território polonês e bielorrusso. Esta união formou um dos maiores territórios da Europa dos séculos X e XI e deu base para o que hoje é a identidade ucraniana. Durante muito tempo os príncipes desta união batalharam entre si pelo controle de Kiev.

O primeiro grande líder da Rússia de Kiev foi Vladimir, o Grande, que levou o povo em direção ao cristianismo e seu filho e sucessor deu andamento ao desenvolvimento principalmente na área militar e cultural. A Rússia de Kiev se desintegrou aos poucos, na medida em que as áreas regionais ganharam poder e autonomia, seguida da invasão mongol que destruiu a cidade de Kiev e foi fundida ao Reino da Galícia-Volina.

No início do século XIV a Polônia invadiu a região da Galícia-Volina e Kiev tornou-se parte da Lituânia e tudo se juntou sob a União de Krewo, que uniu toda a região com o casamento do rei lituano e da rainha polonesa. O território da Ucrânia foi alvo de diversos ataques até ser anexada ao Império Russo, no século XVIII, indo até à Crimeia, que era dominada pelos tártaros. O domínio do império russo durou até o final da Primeira Guerra Mundial em 1918, mas em 1921 a Ucrânia foi incorporada à URSS. No século XIX começa a imigração ucraniana no Brasil, sendo a maior comunidade ucraniana da América Latina. Os ucranianos vieram ao Brasil principalmente para fugir da guerra. Sendo famílias principalmente agricultoras que se estabeleceram no Paraná, outros ucranianos foram trabalhar na construção da Estrada de Ferro Paraná – Santa Catarina – Rio Grande do Sul. A cultura ucraniana se misturou a brasileira, podendo ser vista em costumes como pintar os ovos de páscoa, e a polka, dança de vários de nossos grupos étnicos, também é popular na Ucrânia e entre vários países eslavos. Para finalizar, citarei aqui pessoas importantes de ascendência ucraniana em nosso país, o que ajuda a perceber que as contribuições continuam até hoje: Clarice Lispector, veio da Ucrânia aos 6 anos; Adolpho Bloch, dono da Rede Manchete. Foram e são pessoas que influenciaram na história brasileira.

REFERÊNCIAS:

https://brasilescola.uol.com.br/geografia/ucrania.htm
https://www.publico.pt/2022/03/15/infografia/historia-ucrania-sete-mapas-caminho-ate-soberania-673
https://metropolia.org.br/cultura-ucraniana/etnia/ucranianos-no-brasil/
https://oestrangeiro.org/2013/03/06/a-saga-dos-imigrantes-ucranianos-no-brasil/

Siga o Instagram da EXPOFEST e fique por dentro dos BASTIDORES do maior evento multiétnico do país!

Siga o Instagram da EXPOFEST e fique por dentro dos BASTIDORES do maior evento multiétnico do país!

POSTS RELACIONADOS